terça-feira, 12 de junho de 2012

Com relacionamentos anteriores aprendi...


 
... que o outro já tem problemas demais. Não precisa de seu rancor. Precisa de sua compreensão, de seu perdão e de sua amizade. Não consegue? Tudo bem, talvez você precise disso primeiro.

... que não adianta querer moldar o outro à sua compreensão de perfeição. Ela só deve existir na sua cabeça. É sua idealização. Mas, se existir em outro lugar, é no Mundo das Ideias de Platão.

... que é possível permitir ao outro ser quem ele é. E conviver com isso. Mas com respeito. Mútuo. E empatia. Coloque-se no lugar do outro. E, só depois disso, veja se o que você quer fazer (ou dizer) lhe agradaria. 

... que ciúme é normal. Muito ciúme, gripe. Mas só ciúme, câncer. Terminal.

... que precisamos ser amigos, antes de amantes. Companheirismo e lealdade em primeiríssimo lugar. Fidelidade é conseqüência.

... que beijar na boca é bom, transar é ótimo, mas ter com quem conversar (e partilhar a vida) com tudo isso junto é melhor ainda.

... que não preciso de ninguém (para ser feliz). Preciso é de alguém para dividir a felicidade em seus melhores momentos.

... que nada é em vão. Tudo tem sua razão de ser. Se hoje sou o que sou, foi devido ao que enfrentei no passado. Posso e serei melhor no futuro com o que vivencio no presente. O passado não deve me impedir a ser uma pessoa melhor. O passado é escudo (que nos protege), não uma muralha intransponível (que nos impede de agir).

... que o Dia dos Namorados é só mais uma data comercial (como se tornou o Carnaval, o São João, o Dia das Crianças, o Natal...), que dá mais lucro aos empresários, que aos relacionamentos. A exceção cabe a cada um de nós. 

(Guilherme Ramos, 12/06/2012, 1h11, escrevendo e olhando pela janela do quarto a chuva que cai, numa fria noite do inverno que finalmente se aproxima...)

Discorda? Ótimo! Não quero estar certo, neste caso. O que quis mostrar é que podemos (e devemos) ser a diferença. Porque o mundo já está “globanalizado” demais. Faça a SUA diferença. E tenha um FELIZ DIA DOS NAMORADOS.

1 comentários:

Gisela Barros disse...

Eu te amo, garoto! E a cada ano sou mais tua fã!!! Vc é, definitivamente, como um bom vinho... bjos!

Postar um comentário

Sua participação aqui é um incentivo para a minha criatividade. Obrigado! E volte mais vezes ao meu blog...

 
;