quarta-feira, 27 de dezembro de 2006

"Feliçar"

Arthur da Távola escreveu isto. Eu, enquanto, irmão (bastardo) de letras, só posso concordar... Puxa vida! Por que não pensei nisso antes???? (Arthur, Arthur... Não me leve a mal, mas AMEI seu texto. É uma inveja positiva, tá?... Rogo para que os(as) leitores(as) aqui possam transformar sua idéia numa lição de vida!)


* * *


FELIÇAR

(Arthur da Távola)

Sou eu que faço você sofrer?

Ou é você que sofre por minha causa?

Ou, ainda, é você que sofre por sua própria causa?

Chegar a essa pergunta (leva anos e anos) e é essencial na relação do amor. A resposta demandará muito tempo, sofrimento e, em cada caso, será diferente. Mas, se encontrada, melhorará qualquer relação. Ou constatará o seu término.

Proponho, como exercício, uma atitude de troca. Onde se lê sofrer, leia-se feliçar (eu feliço, tu feliças, ele feliça, nós feliçamos, vós feliçais, eles feliçam).

Por que felicidade não tem verbo?

A pergunta, então ficaria: Sou eu que faço você feliz, ou é você que feliça por minha causa?

Curiosa e masoquista a vida. O verbo sofrer é complicado.

Feliçar é simples. Por que a gente prefere conjugar o sofrer?

0 comentários:

Postar um comentário

Sua participação aqui é um incentivo para a minha criatividade. Obrigado! E volte mais vezes ao meu blog...

 
;