segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Rima dos Nós

Nos nós...
Nós nos
Encontramos.
Cama-de-gato,
Nó cego.
(Não nego...)
Mas cada vez mais
(E mais...)
Me entrego.
Será?
Não sei.
(Prego...)
A sós nos
(Nossos)
Nós sós.
Só nós.
Nus, nós,
Entre lençóis,
A sós...
Sois vós,
Cuja a voz
(Atroz, atroz...)
Encanta todos nós...
Confusão de nós!
(Confusão em nós!)
Nus. Nós
(Nos lençóis...)
Camas de gato
(Gatos na cama...)
Só quem se ama
Sabe da chama
Que habita em nós...

(Guilherme Ramos, 14/12/2009, 23h37)

Já tinha uma parte da poesia esboçada, mas não conseguia terminar. Daí, veio a parceria com T. Sabino... E voilá! Taí, pra quem quiser comentar. Valeu!!!!)

2 comentários:

Valéria disse...

Algo que lembra ambiguidade essa brincadeira com as palavras, muito linda a poesia.

BeijooO

Silvania disse...

quando crescer queria ser assim como vc...rs rs rs..
parabéns amigo..és inspirado e inspirador..

Postar um comentário

Sua participação aqui é um incentivo para a minha criatividade. Obrigado! E volte mais vezes ao meu blog...

 
;