sábado, 3 de novembro de 2012

Vem (Se Dividir Comigo...)


Um dia, uma noite vai ser pouca...
Para o que pensamos em fazer - juntos.
Uma coisa é desejar, beijar, tirar a roupa,
Outra, é estar de corpo e alma - únicos.

A escrever poesia na pele um do outro,
A fazer prosa no meu, seu, nosso corpo,
Ir e vir, sem querer parar. Puro prazer!
Vem se dividir comigo, porque eu vou com você.

Os desejos, a gente pega pelos cabelos.
Se não for assim, não há como detê-los.
É preciso ser forte mas, também, delicado...

Não precisamos de jogos, charme ou provocação.
O que queremos é muito mais do que entenderão:
É a pura delícia de estar um a um, lado a lado...

(Guilherme Ramos, 03/11/2012, 18h42, no calor da primavera/verão mais estranha do mundo...)

1 comentários:

Carol disse...

Essa tem mais a sua cara: erótica, mas lírica também!
Linda!!!

Postar um comentário

Sua participação aqui é um incentivo para a minha criatividade. Obrigado! E volte mais vezes ao meu blog...

 
;